Hoje, a Amazon atua no Brasil apenas com a venda de livros físicos, digitais e dispositivos de leitura. Porém, está se preparando para aumentar sua oferta de novos produtos no país, o que pode mudar radicalmente a dinâmica do e-commerce brasileiro.

Como mostra a matéria do Meio&Mensagem, mesmo com a venda apenas de livros, ela já havia causado mudança no cenário do e-commerce brasileiro, “haja vista que, mesmo a empresa não operando aqui além dos livros, vários consumidores brasileiros já são assinantes do serviço Amazon Prime.” Além disso, na semana em que o BTG Pactual apontou que a Amazon se preparava para aumentar sua oferta de novos produtos no Brasil, algumas concorrentes da empresa tiveram perdas: “as ações da B2W, por exemplo, chegaram a cair 3%, as das Lojas Americanas tiveram queda de 2% e as do Magazine Luiza recuaram 4,3%.”

Por conta disso, com receio de sofrerem essa perda novamente, as empresas começaram a mudar seus conceitos e estratégias, ampliando seus modelos para marketplace e já se adaptando para uma eventual chegada definitiva da Amazon no Brasil.

E, agora que isso está cada vez mais próximo de acontecer, as empresas concorrentes da Amazon devem manter e melhorar ainda mais suas estratégias para que suas ações não caiam da forma que caíram quando ela chegou no Brasil.

Leia mais sobre como a Amazon afetou o e-commerce brasileiro na matéria completa do Meio&Mensagem.

Juliana Fernandez

Author Juliana Fernandez

More posts by Juliana Fernandez

Leave a Reply