Mensagens instantâneas crescerão 56% até 2018

Rafael Rojas

Exponencial. Assim pode ser definido o crescimento do volume de mensagens instantâneas e sua importância para as marcas nos próximos dois anos. Recentemente o Facebook realizou um estudo, comissionado junto a Nielsen, para entender como as pessoas usam aplicativos de mensagem instantânea, como o Facebook Messenger.

Entre as pessoas entrevistadas, 59%  informam que enviam mais mensagens hoje que há dois anos. Até 2018, metade dos entrevistados acreditam que vão trocar mais mensagens com um outro indivíduo, 60% com grupos e 67% espera ampliar essa conversa com empresas. Portanto, essa interação, facilitada pelos bots, torna-se essencial para o futuro próximo das marcas.

No Brasil, por exemplo, o uso de aplicativos de mensagem instantânea é considerado conveniente, econômico e eficiente. De todos os entrevistados, 65% dos Millenials, com idade entre 18 e 34 anos, dizem preferir enviar uma mensagem do que ligar ou mandar e-mails, seja para uma pessoa ou para um grupo.

Além disso, 1 em cada 2 entrevistados disse que as relações deles com outras pessoas melhoraram devido à nova forma de mandar mensagens. Aplicativos de mensagem instantânea fazem a comunicação mais simples para 69% dos entrevistados. Para 65% dos entrevistados, a  comunicação ficou mais contínua e pensam ser uma forma mais fácil de se comunicar com grupos.

As mensagens por trás dos negócios

Para as marcas, essa troca de informações significa uma gama de oportunidades de maior conexão com seus clientes, o que pode gerar mais negócios. Desde o lançamento dos bots para o Messenger, em abril desse ano, empresas conseguem personalizar a conversa com seus clientes em escala. Isso gera uma garantia de resposta ágil em relação a dúvidas dos usuários, normalmente em tempo real, o que auxilia os clientes a tomarem decisões com mais rapidez.

As empresas podem mensurar essas interações para otimizar os contatos com seus clientes. Entre os entrevistados, 53% se mostraram mais propícios a comprar produtos e adquirir serviços de negócios com quem eles possam trocas mensagens. Esse novo modelo impacta o relacionamento com negócios na plataforma. Entre nove formas de comunicação, troca de mensagens com uma empresa foi escolhida como a segunda preferida.

Na fase de consideração, um total de 35% dos entrevistados dizem que questionam um negócio e 33% buscam saber sobre horários, endereço e estoque. Quando decidem pela compra, 34% usam mensagens para marcar ou confirmar um agendamento e 33% fazem a compra pelos aplicativos de mensagem instantânea. Os negócios podem usar as mensagens para se conectar com os clientes também, já que 30% dão feedback por mensagem após uma compra e 39% dividem fotos de produtos.

Rafael Rojas

Jornalista com uma pitada de tecnologia, busca integrar cada vez mais dados e análises

Rafael Rojas

Author Rafael Rojas

Jornalista com uma pitada de tecnologia, busca integrar cada vez mais dados e análises

More posts by Rafael Rojas

Leave a Reply