Teste A/B: 8 Elementos do seu site que podem (e devem!) ser otimizados

Uma das perguntas mais comuns feitas por usuários que estão iniciando na realização de testes A/B é “por onde começar?”.

Se você é uma destas pessoas, confira abaixo uma lista com 8 ideias de testes para seu website, e comece agora a otimizá-lo!

Calls to Action

Calls to action são botões ou uma frase para atrair os usuários a realizarem uma ação, como os de compra, por exemplo. O que você acredita que funcionaria melhor: compre agora, adicionar ao carrinho ou check out?

Cada caso é um caso e o que funciona para um tipo de website não será necessariamente o que funcionará para outros, pois os públicos e objetivos de cada um são, normalmente, bastante distintos, o que torna a realização de testes ainda mais importante.

Você pode tentar também utilizar hyperlinks simples no lugar de botões, bem como botões com apenas texto, apenas ícones ou ambos.

Outros aspectos a serem testados são a cor, formato, tamanho, posição e até mesmo a utilização de diversos elementos. Ou apenas um botão na página.

Teste AB CTA

Neste simples exemplo, o Call to Action com a cor vermelha teve uma performance 21% melhor do que na cor verde (referência: http://blog.hubspot.com/)

Conteúdo

O conteúdo é parte fundamental de qualquer website e a realização de testes nessa área pode aumentar tanto a taxa de engajamento quanto a de conversão.

Será que os usuários gostariam de saber mais sobre a sua empresa antes de fazer uma compra? Para descobrir isso, é possível testar sua página inicial com e sem conteúdo específico sobre a empresa, por exemplo.

O estilo e tom do texto também são muito importantes, bem como a posição do conteúdo na página. No caso de uma página longa, será que o usuário prefere rolá-la para baixo para ter mais informações, ou será mais eficiente separar seu conteúdo em várias páginas?

Os títulos dos textos são outra área na qual é possível obter bons resultados através de testes. Descubra se os usuários preferem títulos mais diretos e objetivos ou então mais criativos, e também se preferem um texto em parágrafos ou em tópicos.

Teste AB Conteúdo

Na campanha de reeleição de Barack Obama, essa variação no título resultou em um aumento de 21% nas conversões (referência: http://kylerush.net/)

Menu

O menu é um elemento fundamental da navegação. Ele ajuda a definir o fluxo de usuários pelo website, bem como as páginas e itens que possuem maior importância.

A ordem dos itens é um aspecto básico da realização de testes no menu. Normalmente, os itens colocados mais próximos a seu início recebem mais cliques, mas isto pode não ser verdade em relação aos usuários retornantes, que já estão habituados com a ordem dos itens no menu.

Algumas ferramentas de teste A/B permitem que se segmente a base de usuários testados entre visitantes novos e retornantes, o que pode ser útil para compreender o comportamento desses dois tipos de usuários em relação aos itens do menu.

Pode-se também testar o formato do menu, vertical, ou horizontal, e até mesmo a taxonomia utilizada nos itens, que pode ter uma grande influência sobre seus respectivos CTRs.

Mídias Gráficas

As imagens presentes no seu website possuem um grande potencial para influenciar as ações dos usuários e são uma excelente oportunidade para testes.

Uma forma de se começar é utilizando diferentes imagens nas suas landing pages. Via de regra, os seres humanos tendem a prestar maior atenção em imagens de pessoas do que de produtos. Teste e descubra qual tipo de imagem funciona melhor para seu objetivo.

Na sua página de produto, o que trará a maior taxa de conversão, uma imagem estática, um carrossel de imagens ou um vídeo? E este vídeo deve funcionar com auto-play (inicia automaticamente) ou com click-play (inicia ao ser clicado)? O vídeo em si também é um terreno extremamente fértil para testes e otimizações.

ab test Mídia Gráfica

Novamente na campanha de reeleição de Barack Obama, a troca na imagem resultou em um aumento de mais de 19% nas conversões (referência: http://kylerush.net/)

Formulários

Os formulários são partes bastante delicadas de um website, pois exigem um grande esforço por parte do usuário, o que acaba levando a altas taxas de saída. Entretanto, a partir de alguns testes simples, é possível aumentar sua taxa de preenchimento.

O primeiro ponto a ser considerado é sua extensão. Tente retirar todos os itens não-fundamentais de seu formulário, ou então recolocá-los em outra parte do funil.

Campos de preenchimento mais largos tendem a parecer mais amigáveis, e também podem aumentar a taxa de preenchimento, bem como os termos utilizados neles (“telefone de trabalho”, “telefone celular”, ou apenas “telefone”, por exemplo.).

Ofertas especiais, descontos e promoções são outros artifícios eficientes para estimular os usuários a preencher seus formulários.

Personalização

A personalização do conteúdo para os usuários é uma grande tendência da internet. Essa é uma prática que por si só já pode alavancar suas taxas de conversão, e, através da realização de testes é possível potencializar esses ganhos.

Uma das opções é testar ofertas e promoções específicas para usuários em áreas com feriados regionais, bem como variações no conteúdo do site para usuários vindos de diferentes localidades.

Como dito anteriormente, algumas ferramentas possibilitam segmentar o teste entre usuários em retornantes e novos, para que se possa utilizar páginas com diferentes layouts e conteúdos para cada um deles.

Funis

Os funis são elementos críticos de um website. Justamente por estarem tão próximos do momento da conversão, otimizá-los pode levar a ganhos rápidos e significativos.

Páginas de funil complexas e com grande volume de informações (como ofertas de outros produtos e promoções diversas, por exemplo) podem levar o usuário a a se distrair, diminuindo a taxa de conversão. Frequentemente, uma experiência simplificada proporciona melhores resultados.

Pode-se até mesmo testar o funil retirando-se todos os hyperlinks que possam levar os usuários para fora do funil, até mesmo o menu principal do site.

Um outro aspecto importante a ser testado é a forma como os passos do check out são organizados. Será que o usuário converte mais quando toda a informação é condensada em apenas uma página, ou quando o conteúdo está dividido por diversas etapas?

ab test Funil

O redesign na página de check out reduziu a taxa de abandono em 26 p.p. (referência: https://blog.kissmetrics.com)

Preço

O preço é um aspecto extremamente sensível quando se trata de conversão. Descobrir o preço ideal é uma ótima forma de maximizar a receita obtida através do website.

Um aumento de preço não necessariamente fará com que o volume de vendas do produto diminua, afinal, são diversos os fatores considerados pelo consumidor ao avaliar se seu preço está compatível com seu respectivo valor (definição de valor).

Entretanto, é importante considerar que cobrar preços diferentes dos usuários pode acarretar diversas questões éticas e até mesmo legais. Uma forma de eliminar esses problemas são os chamados “descontos de último minuto”, isto é, suponhamos que você esteja vendendo uma blusa da sua nova coleção por R$ 59,99 e deseja realizar um teste na qual a peça é vendida a R$69,99.

Para os usuários cujo preço mais alto é exibido, logo antes de clicar no botão para realizar a compra, aplique um desconto de forma que o valor volte para os iniciais R$ 59,99. Dessa forma, você terá os dados de todas as etapas de conversão com o preço a R$ 69,90, e, no entanto, cobrará desse usuário o preço real da peça.

Outro aspecto bastante interessante a ser testado, são os preços que utilizam centavos, como R$ 1,99, R$ 1,95 e afins. Nem sempre essa estratégia é a mais eficiente e, através de testes, é possível determinar empiricamente qual a melhor forma de definir os preços de seus produtos.

Caso seu produto seja uma ferramenta ou aplicação online, pode-se testar qual oferta leva à máxima receita no curto e no longo prazo: uma versão de teste gratuita, mas com limitações, ou uma versão completa que expira em 30 dias, por exemplo.

Um outro aspecto a ser testado é a forma como o preço é mostrado: haverá mais conversões exibindo o custo total ou parcelado do produto?

Conclusão

Testes A/B e multivariados são artifícios extremamente úteis na otimização de um website, pois os públicos e objetivos de cada um são bastante diversos e testar é a forma mais precisa de determinar quais e em que formatos os elementos de uma página trazem os melhores resultados.

A partir das sugestões deste post, esperamos que você já tenha uma ideia sobre quais as partes mais críticas de seu website podem oferecer os melhores resultados quando testadas para otimização.

E você, já implementou algum tipo de teste A/B ou multivariado em seu website? Caso não, o que o está impedindo de realizá-los? Se sim, os resultados foram satisfatórios? Quais outros desafios você encontrou na implementação e realização de testes?

Por favor, compartilhe seus insights, dúvidas ou sugestões através dos comentários. Caso necessite de ajuda para implementar ou analisar os dados dos testes em seu website, entre em contato com a DP6!

Arthur Magalhães

Meu tempo é hoje! Área:Digital Analytics Local:Rio de Janeiro Especialidade:Conhecimento especializado, visão ampla.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>