Quer conhecer melhor seu cliente? Descubra o poder das CDPs

Por
6/6/2024

Em um mundo onde a privacidade do usuário é fundamental e a transição para o fim dos cookies de terceiros está em foco, você já se perguntou como algumas empresas oferecem experiências tão personalizadas e relevantes para seus clientes? Existem algumas alternativas ao rastreamento por cookies, e uma delas é uma  ferramenta poderosa chamada Customer Data Platform (CDP) ou Plataforma de Dados do Cliente , que pode transformar a forma como você gerencia, analisa e utiliza os dados de clientes para impulsionar o crescimento e fidelização. 

No decorrer deste artigo, iremos explicar o funcionamento das CDPs e também as maneiras pelas quais uma CDP pode te ajudar a aprimorar suas estratégias.

O que é uma CDP?

Uma Plataforma de Dados do Cliente, ou CDP, é uma ferramenta projetada para coletar e organizar dados de consumidores a partir  de várias fontes em um único banco de dados. Ela cria perfis unificados e detalhados, permitindo que as empresas compreendam melhor seus clientes e seus comportamentos, preferências e histórico de interações em vários canais.

Fonte: https://infotrust.com/articles/what-is-a-customer-data-platform-cdp/

Como funciona uma CDP?

Existem cinco pontos-chave que ajudam a explicar o funcionamento de uma CDP, que vão desde a coleta de dados até a ativação dos mesmos, resultando em personalizações e segmentações de campanhas de marketing mais relevantes e eficientes tanto para a empresa quanto para o consumidor em si. Esses pontos são:

  • Coleta de Dados Multicanal: As CDPs podem coletar dados de clientes de uma variedade de fontes, como websites, aplicativos móveis, mídias sociais, e-mails, pontos de venda físicos, entre outros.
  • Integração de Dados: Elas são capazes de integrar e unificar dados de diferentes sistemas e fontes, incluindo dados de CRM, automação de marketing, sistemas de gestão de conteúdo, entre outras origens.
  • Criação de Perfil de Cliente: Uma vez que os dados são coletados e unificados, as CDPs criam perfis de clientes detalhados, incluindo informações demográficas, comportamentais, transacionais e de engajamento.
  • Segmentação Avançada: Com base nos perfis de clientes criados, as CDPs permitem a segmentação avançada de clientes para campanhas de marketing direcionadas e personalizadas.
  • Ativação de Dados: As CDPs também podem alimentar outros sistemas de marketing, publicidade e atendimento ao cliente com dados de cliente relevantes para melhorar as interações em tempo real.

E como fica a privacidade do usuário?

As CDPs podem ser ferramentas valiosas para a gestão centralizada de dados de clientes. Mas, além disso, elas também ajudam as empresas a lidarem com  questões de privacidade do usuário e o fim dos cookies de terceiros, ajudando a garantir o tratamento adequado e seguro dos dados dos clientes, ao mesmo tempo em que permitem a personalização e análise eficazes das interações com os consumidores. Isso porque as CDPs permitem: 

  1. Controle de Dados do Cliente: Uma CDP geralmente permite que as empresas tenham maior controle sobre os dados dos clientes que coletam e utilizam. Isso pode incluir opções para os clientes optarem por não fornecer certos tipos de dados ou revogar seu consentimento para o uso de dados. Dessa forma, as empresas podem garantir que estejam em conformidade com regulamentações de privacidade de dados, como o GDPR na Europa ou LGPD aqui no Brasil.
  2. Armazenamento Centralizado e Seguro de Dados: Ao centralizar os dados dos clientes em um único banco de dados seguro, uma CDP pode ajudar as empresas a protegerem melhor as informações dos clientes contra acessos não autorizados e violações de dados. Isso é especialmente importante em um momento em que a segurança e a privacidade dos dados dos usuários são cada vez mais importantes.
  3. Personalização Baseada em Dados Proprietários: Com o fim dos cookies de terceiros e o aumento das preocupações com a privacidade do usuário, as empresas estão buscando cada vez mais dados proprietários (“first-party data”) para personalizar suas interações com os consumidores. Uma CDP pode ajudar as empresas a coletarem e utilizarem efetivamente esses dados para segmentar e personalizar suas campanhas de marketing e comunicações com os clientes, sem depender de cookies de terceiros.
  4. Anonimização ou Pseudonimização dos Dados: Uma CDP pode ajudar as empresas a analisarem dados de clientes de forma anônima ou pseudônima (criptografada), sem a necessidade de identificar diretamente os indivíduos. Isso ajuda a proteger a privacidade dos clientes, enquanto ainda fornece insights valiosos para a empresa sobre o comportamento de seus consumidores e as tendências do mercado.

Em resumo, uma CDP desempenha um papel fundamental na construção de relacionamentos mais profundos e significativos com os clientes, ajudando as empresas a fornecerem experiências mais personalizadas e relevantes em todos os pontos de contato, tudo isso respeitando a privacidade do usuário.

Existem várias plataformas de CDP disponíveis no mercado, cada uma com suas próprias vantagens e funcionalidades específicas. Se sua empresa ainda não utiliza uma CDP para a gestão das informações de seus clientes, pode ser a hora de considerar como essa poderosa ferramenta pode impulsionar o sucesso do seu negócio. E se precisar de ajuda para entender os prós e contras de cada plataforma, nós da DP6 podemos ajudar. Fale com a DP6. 

Compartilhe